quinta-feira, 29 de março de 2012

4º ENCONTRO DA CESE COM OS MOVIMENTOS SOCIAIS

O EVENTO FOI REALIZADO NOS DIAS 15 E 16 DE MARÇO DE 2012 – SALVADOR/BAHIA.

O encontro iniciou com uma atividade de interação e apresentação dos participantes, cada um pôs na targeta como estava chegando?  O que pensamos para daqui a 10 anos?
Dando boas vindas, Eliana Rolemberg juntamente com Adriano explicou o objetivo do encontro e fizeram um breve histórico da CESE durante esses anos de lutas. Neste momento Adriano (CESE) usou uma dinâmica convidando tod@s para fazer uma viagem no túnel do tempo e conhecer um pouco mais sobre a CESE. Numa construção coletiva da CESE rumo aos 40 anos fortalecendo as lutas populares por direitos. À medida que fazia o resgate, também ia colocando uma targeta com o nome das lutas e conquistas em cima da Bandeira do Brasil, estendida no centro. Percebemos que houve muitos entraves e lutas, mas também há muitas vitórias durante esses anos.
Dimas (CESE) deu continuidade fazendo uma apresentação da CESE e suas atuais estratégias de Ação através de um organograma da CESE HOJE.
Logo após, debatemos que é importante que a CESE continue apoiando os pequenos projetos e trabalhando com os movimentos sociais de base e contribuir para a ampliação da comunicação dos movimentos; manter as agências se responsabilizando pelos setores comunitários do País; Quanto Formação temática é interessante, não somente saber o tema, mas também a conjuntura política.
Trabalho em grupos para apontar Quais são os grandes Desafios para as lutas por Direitos no Brasil?
Foram citados alguns, tais como:
·         Ausência do Estado em algumas regiões;
·         Compreender o papel do Governo e do Estado;
·         Qual o papel dos movimentos sociais;
·         Lutar pelo Território;
·         Ampliar as parcerias articulando das e lutas levando em conta as suas diversidades;
·         Congresso conservador;
·         Pensar estratégias de comunicação/divulgação e visibilidade para os movimentos sociais;
·         Política partidária social;
·         Individualismos de alguns movimentos sociais;
·         Necessidade em mobilizar a sociedade;
·         Aprovações de leis que regularmente os direitos na constituição Federal;
·         Ampliação das Políticas Públicas (universalização);
·         Pensar um projeto geral levando em conta as especificidades;
·         Analisar a relação entre Sociedade Civil x Governo;
·         Como pensar em uma agroecologia urbana.
Dentre muitos outros pontuados nos demais grupos que foram apresentados e debatidos na plenária.
Em seguida, Humberto representante do CREAS-CMI, Buenos Aires fez uma apresentação sobre o Apoio a pequenos projetos numa perspectiva latino-americana. Neste momento ele fez provocações sobre a Cooperação Sul-Sul como atores políticos e como atores da cooperação, atores sociais;
Estratégias sobre a mobilização de recursos; como funciona a nossa cooperação brasileira?
Qual o paradigma que vai receber os problemas sociais do mundo?
É importante ter em escritório de incidência política com os temas que acontecerem nos países;
Eliana enfatiza a importância de se realizar intercâmbios de experiências
Humberto se coloca a disposição e encerra sua apresentação com 3 palavras LUTAS-RESISTÊNCIA e ESPERANÇA, e agradeceu pela oportunidade de está juntos neste momento.
Depois passamos para outro trabalho em grupos para construção coletiva da Carta dos Movimentos Sociais à CESE referente todas as lutas vividas e os passos a serem dados nos próximos 10 anos.
Foram construídas 3 cartas e apresentadas no plenária usando até a dinâmica do teatro, onde o carteiro entregava a carta a Dona CESE.
No final avaliamos o encontro como ricos em conhecimentos, construtivo, reflexivo, os objetivos foram alcançados, a metodologia foi bem estratégica e dinâmica, o reencontro e o surgimento de novas amizades.

video
 Foram momentos ricos em conhecimentos e uma ótima oportunidade ao participar e poder compartilhar nossas esperiências também.

Deixo aqui abraços fraternos de toda a Juventude do Mais Juventudes.

Quitéria Gonçalves
Articuladora da REJU AL
Colaboradora de KOINONIA - Presença Ecumênica e Serviços no Projeto OD: Jovens Quentes na Promoção de Direitos e Justiça Climática.